Compras com cartão avançam 9%

cardcard

As compras com cartões de crédito e débito no Brasil somaram 308 bilhões de reais no terceiro trimestre, crescimento de 9% sobre mesma etapa do ano passado, no maior ritmo de expansão anual desde o segundo quarto de 2015, divulgou a entidade que representa o setor, Abecs. No período, as compras com cartão de débito cresceram 11% contra um ano antes, para 120 bilhões de reais, enquanto as pagas com cartão de crédito avançaram 7,6%, para cerca de  R$ 188 bilhões.

Leia mais

Erros em vendas: quais dos 7 principais você está cometendo?

1z1z1z1z1

Se você está insatisfeito com as vendas da sua empresa, encontrou o conteúdo certo para te ajudar a identificar onde está errando. Sim, os erros em vendas geralmente são nossos mesmo. É comum colocarmos a responsabilidade em fatores externos, como numa crise no mercado e até mesmo no cliente, que não sabe valorizar o nosso produto. Não é verdade? Mas, acredite, os 7 principais erros em vendas são cometidos por nós mesmos. São eles:

Leia mais

Mais consumidores vão às compras neste Natal

1chris

A maioria dos belo-horizontinos (63,3%) pretende presentear pessoas queridas neste Natal, principalmente familiares. O número é maior que o apurado no ano passado pela pesquisa de Intenção de Consumo, elaborada pela área de Estudos Econômicos da Fecomércio MG. Em 2016, 51% iriam às compras no mesmo período. O tíquete médio esperado é de até R$ 200, conforme estimativa de metade dos entrevistados, sendo que quase um terço (27,9%) planeja desembolsar entre R$ 200 e R$ 500.

Leia mais

Selic cai ao menor nível da história

1fin

A taxa Selic é utilizada para financiamentos no mercado interbancário em operações de curtíssimo prazo, lastreadas em títulos públicos federais, listados e negociados no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). Ela serve também de parâmetro para outras taxas de juros da economia. Ao aumentá-la, o Banco Central busca segurar o excesso de demanda que pressiona os preços, e, por consequência, encarece o crédito e estimula os investimentos no mercado financeiro. Ao reduzi-la, o governo tende a deixar o crédito mais barato, incentivando a produção e o consumo.

Leia mais

Inadimplência do consumidor recua 2,4% em novembro, aponta o Boa Vista

1conta

Um dia após o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduzir a taxa básica de juro ao seu mais baixo patamar desde que a Selic passou a referenciar a economia, o Boa Vista SCPC informou que a inadimplência do consumidor caiu 2,4% em novembro na comparação com outubro. Trata-se de uma combinação favorável à tomada de crédito e consumo, umas das variáveis pelas quais especialistas acreditam que tem se dado a retomada em curso do crescimento da economia bem como a manutenção em escala crescente do Produto Interno Bruto (PIB) ao longo de 2018.

Leia mais

Lojistas dos shoppings de BH apostam em bons resultados

1shop

Apesar de o primeiro semestre ter sido marcado por baixa nas vendas no comércio belo-horizontino, em virtude do cenário econômico ainda turbulento, lojistas dos shopping centers da capital mineira estão otimistas com o Natal. Empresários de diversos segmentos apostam em aumento dos níveis de comercialização desta que é a principal data para o setor e já adotaram uma série de estratégias para atender o incremento da demanda ou até mesmo elevar ainda mais os resultados.

Leia mais